Ir a um Casamento Sem fazer Compras

Há um flagelo nestes casamentos modernos: a pressão social quanto à forma como nos apresentamos – principalmente no que toca a mulheres. O vestido não pode ser repetido, os brincos e os sapatos têm de combinar, o cabelo e a maquilhagem exigem que se madrugue e obrigue cabeleireiras ao mesmo tormento. As unhas têm de ser pensadas com antecedência. Aaaahhhhhh! É muita exigência encaixada num dia a dia normal de vidas sempre atarefadas. 

MAS eu fui a um casamento sem comprar rigorosamente nada! Como foi?

2016_03_04_Chi_Chi24405__68122_zoomVestido da Chi Chi London

Vestido
Vamos a tantos casamentos, batizados e bodas. Porque é que se acha que devemos ir com roupa nova a todos? Não temos. A sério, se pensarem um bocadinho, não temos e as nossas poupanças batem palminhas. Esqueçam toda a pressão social e abram o armário. Se não engordaram ou emagreceram nos últimos anos (eu ainda caibo no vestido do baile de finalistas do secundário), tenho a certeza que há por lá alguma coisa que sirva. Um truque é comprar vestidos intemporais, sem grandes padrões ou folhos. Compreendo, claro, que isto não permita que se esteja sempre na última moda, ou que possamos entrar na bela da competição do melhor vestido. Mas, e então? O que é que isso importa?

Cabelo, Maquilhagem e Unhas
A minha resposta é: Youtube, treino ou amigas que resolvam. Quanto as unhas, sou fã dos vernizes da Kiko num equilíbrio qualidade-preço – ainda que já tenham tido melhor qualidade, há uns anos, quando a marca chegou a Portugal. E, particularmente, a linha com efeito gel. Estes vernizes não são mais duradouros do que o normal, mas custam 5 euros e dão para pelo menos para pintar as unhas 10 vezes, com um acabamento muito profissional. Depois com um cotonete, um removedor de verniz e paciência: voilá, toda a gente consegue. A maquilhagem e o cabelo são mais ou menos a mesma coisa. Há centenas de vídeos na internet com diferentes opções. Com a maquilhagem que anda por casa, consegue-se sempre qualquer coisinha. Se não houver, ou mesmo não tivermos tempo e paciência para tal, há sempre uma amiga, prima ou vizinha que o faz. 

Sapatos
Ainda melhor do que o vestido, a variação do número dos sapatos é pouco provável. Daí, maltinha, um bom sapato preto ou beje combina com quase tudo. Ou mesmo uma sandália, se vos parecer bem não usar meia. Por outro lado, se usam sapatos de salto e/ou clássicos no dia a dia, podem arriscar um bocadinho mais em cores, feitios e preços. O importante mesmo é não comprar algo se usa uma ou duas vezes. 

É assim simples. Basta desmontar preconceitos, fazer compras a longo prazo e ver a nossa carteira e o ambiente baterem palminhas!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s